LCB- 208   LIPÍDIOS

 

 

Prof. Dr. Luiz Antonio Gallo                    texto adicional 1                textos adicionais (internet)

    Blog de Lipideos

     Blog de Bioquimica de Lipideos

Conceito:
 

      1. Reserva de energia
      2. Combustível celular
      3. Componente estrutural das membranas biológicas
      4. Isolamento e proteção de órgãos

Ácidos Graxos:
 

    1. Conceitos Gerais:

 

      1. Ácidos graxos saturados:

o      Não possuem duplas ligações

o      São geralmente sólidos à temperatura ambiente

o      Gorduras de origem animal são geralmente ricas em ácidos graxos saturados

      1. Ácidos graxos insaturados

o      Possuem uma ou mais duplas ligações è são mono ou poliinsaturados

o      São geralmente líquidos à temperatura ambiente

o      A dupla ligação, quando ocorre em um AG natural, é sempre do tipo "cis".

o      Os óleos de origem vegetal são ricos em AG insaturados.

o      Quando existem mais de uma dupla ligação, estas são sempre separadas por pelo menos 3 carbonos, nunca são adjacentes nem conjugadas

       
                                                                            AG INSATURADO                                    AG SATURADO
Ácidos Carboxílicos, Propriedade, Química, Aplicações, Estrutura
PONTO DE FUSÃO DE ALGUNS ACIDOS GRAXOS MAIS COMUNS
    1. Nomenclatura de Ácidos Graxos:

 

      • A partir da carboxila è Numeração Delta - "D "
      • A partir do grupamento metil terminal è Numeração Ômega - "j "
      • Os carbonos 2, 3 e 4,contados a partir da carboxila, são denominados, respectivamente, a , b e g .

·       18;2 Delta 9,12 ou 18:2 (9,12)

·       Pertencente à família Õmega -6

  

 

 

                                                                                                                            COMPOSIÇÃO EM ACIDOS GRAXOS EM SEMENTES




  

  Ácidos Graxos Essenciais:

 






O QUE É GORDURA TRANS     ????

Os ácidos graxos trans são produzidos durante o processo de hidrogenação dos óleos vegetais na fabricação de margarinas. Nesse processo ocorre uma alteração da configuração da molécula, ficando esta semelhante à gordura saturada. Pela semelhança estrutural com a gordura saturada, a gordura trans também provoca elevação da colesterol sanguíneo, com uma desvantagem maior de elevar o LDL-c e reduzir o HDL-c

A formulação da Gordura Trans é feita pela indústria através de uma reação química chamada Hidrogenação catalítica, que ataca as duplas ligações da insaturação de ácidos graxos transformando-as em simples ligação pela adição de 1 mol de hidrogênio(H2) à cada 1 mol de insaturação. Em suma, os óleos líquidos são atacados por hidrogEnios, saturando as ligações, transformando-se em gorduras sólidas (Gordura trans é obitda a partir de óleos que possuiam a configuração inicial Cis)

A 
hidrogenação catalítica transforma óleos vegetais saudáveis como os de soja, girassol, milho e canola, em um tipo de gordura sólida. Essa gordura trans não é reconhecida pelo organismo (os organismos essencialmente trabalham com compostos Cis) e nem metabolizado(degradada e transformada em energia). Assim, circula praticamente “inteira” e em blocos na corrente sanguínea entupindo as artérias do organismo(arteriosclerose). A gordura trans não é sintetizada pelo organismo e, por isso, não deveria ser consumida nunca. Mas, como isso é quase impossível, o Ministério da Saúde determinou que é aceitável consumir até 2g da gordura por dia, o que equivale a quatro biscoitos recheados.


Triacilglieróis:

OLEOS E GORDURAS

 


            Fosfolipídios:

 

  








                    FOSFOLIPIDEOS NA MEMBRANA PLASMATICA

           CERAS 

As ceras são lípidos que por hidrólise libertam 1 mol de ácido graxo de cadeia longa e 1 mol de álcool alifático de cadeia longa por mole de cera. Tal como os acilgliceróis, os ácidos graxos e os álcoois são ligados por ligações éster.

Possuem estrutura linear, o que facilita a agregação entre as moléculas, formando cadeias hidrofóbicas. Têm um alto ponto de fusão (entre 60 e 100ºC). Estas características conferem funções impermeabilizantes e estruturais às ceras.

São segregadas por diversos organismos, particularmente em situações que necessitem de resistência à evaporação de água. Por exemplo, as aves possuem glândulas que segregam ceras utilizadas para impermeabilização das suas penas. Também é conhecida a cera de abelha, utilizada por este inseto para construir os favos em colmeias, necessários para a sua reprodução.


     

            Esfingolipídios:
 

          

        Esteróides: 

 

                                                                                                        

                                                                                                                     COLESTEROL

 

                                                                                                            ALGUNS HORMONIOS ESTERÓIDES

            VIDEO SOBRE COLESTEROL

Lipoproteínas:
 

           

  

   
Formação das placas de ateroma devido ao acumulo de LDL






Exemplo pratico onde se encontram valores de lipideos em rotulos de alimentos:

ARROZ SELVAGEM COM BRÓCOLIS E COGUMELOS

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Porção de: 105,00g (3 Colheres de mesa de 35,00g)

VALOR ENERGÉTICO

Nutriente                                                  Qtd. total            %VD (*)

                   132kcal - 552kJ   7               

CARBOIDRATOS                                                 22g                             7                    

PROTEÍNAS                                                          5,4g                            7                    

GORDURAS TOTAIS                                          2,6g                            5

GORDURAS SATURADAS                                0,34g                          2

GORDURAS TRANS                                            Zero                           0

FIBRA ALIMENTAR                                          0,95g                          4

SÓDIO                                                                      166mg                       7

COLESTEROL                                                      0,0mg                        0

FERRO                                                                    1,6mg                        11

CÁLCIO                                                                  23mg                         2

* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400 kJ.

Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas

necessidades energéticas.

 

 

LIPÍDEOS

 

 

REVISÃO

 

 

Substâncias orgânicas complexas, oleosas ou gordurosas, insolúveis em água, solúveis em solventes. Não polares, fazem parte das membranas celulares, tecidos de reserva.

 

CLASSES:

A)   TRACILGLICERÓIS

B)   CÊRAS

C)   FOSFOGLICERÍDEOS   Fosfatidil etavolamina

     Fosfatidil colina

     Fosfatidil serina

                        Fosfatidil inositol

                        Cardiolipina – membrana mitocondrial

D)   ESFINGOLIPÍDEOS

Esfingomelina

Cerebrosídeos

Gangliosídeos

E)   ESTERÓIS e seus estéres

 

A) TRIACILGLICERÓIS = TRIGLICERÍDEOS

         Formados por ácidos graxos + glicerol

 

ÁCIDOS GRAXOS: 4 a 24 átomos de C      

                            Grupo carboxilo + cauda apolar

                            Caract. Insolúvel em água

 

SATURADOS      maior PF  sólidos TA  cêras

INSATURADOS  maior PF  líquidos TA  óleos

 

SABÕES         sais de K+ e Na dos ácidos graxos

                       Micelas           emulsionam as gorduras

 

 

Ex.: tripalmitoil glicerol           glic. + 3 ácido palmítico – TRIPALMITINA

        Triestearoilglicerol           glic. + 3 ácido esteárico – TRIESTEARINA

        Trioleilglicerol           glic. + 3 ácido oleicoTRIOLEÍNA

 

Óleos e gorduras – misturas de triacilgliceróis simples (1 so AG) e mistos (2 ou 3 ácidos graxos)

 

TRIACILGLICERÓIS          insolúveis H2O  -

solúveis  benzina, éter, clorofórmio

 

TRIACILGLICERÓIS              sais ácidos graxos

                            (saponificação) (sabões de Na- ou K+

                            com KOH ou NaOH

 

Hidrogenação parcial das duplas ligações dos insaturados           manteigas

 

Ranço    auto oxidação dos óleos – ácidos graxos insaturados quando expostos ao ar pelo oxigênio         produtos complexos

 

Vitamina E             Nas células impede a auto-oxidação das gorduras

Vitamina C 

 

ADIPÓCITOS         células gordurosas de reserva de lipídeo

 

Reserva de energia          triacilgliceróis são mais adaptáveis  que o glicogênio         

                                Eles podem ser armazenados em grande quantidade e produzem mais que o dobro de energia 

 

B) CERAS           ésteres de ácidos graxos, de cadeia longa, saturados e insaturados,

                   como álcoois                  

         revestimento das folhas

         cabelo, pele, lã e penas

                                     

C) FOSFOLIPÍDEOS: polares

         Ex.: fosfatidiletanolamina

                fosfatidilcolina

                fosfatidilserina

                fosfatildilinositol

                cardiolipina          membrana do mitocôndrio

 

         são componentes estruturais das membranas – usualmente são 2 ácidos graxos – um saturado e um insaturado – esterificado ao glicerol – o terceiro C possui um ácido fosfórico e ligado a ele um 2º álcool

SÃO ANFIPÁTICOS – 2 polos – hidrofílico

                                              Hidrofóbico

 

D) ESFINGOLIPÍDEOS

     São lipídeos de membranas

 

     São formados:       1 ácido graxo

                            1 aminoálcool (ou derivado) esfingosina

                            1 cabeça polar alcoólica

 

SUB CLASSES:

 

         1 – ESFINGOMIELINAS – que contém fósforo. A cabeça polar contém fosfocolina ou fosfoetanolamina – estão presentes na bainha de mielina – células nervosas;

 

         2. CEREBROSÍDEOS– não tem carga elétrica – tem açúcares na cabeça polar – estão presentes nas membranas das células do cérebro

 

         3. GANGLIOSÍDEOS – são mais complexos – têm cabeça polar muito grande, com várias unidades de açúcar – 6% da matéria cinzenta do cérebro

 

E) ESTERÓIDES

         São lipídeos não saponificáveis

         Não possuem ácidos graxos

         São moléculas complexas

         4 anéis fundidos

 

CLASSES: ESTERÓIS E TERPENOS

         + abundante         esteróis que são álcoois

 

         Ex.: colesterol        (27oC)

                   Componente das lipoproteínas plasmáticas e das membranas celulares

                   Reduz a fluidez das membranas

 

1)    TERPENOS – vitaminas lipossolúveis A E K

    - carotenóides – pigmentos fotossintéticos

     - coenzimas – Q., ubiquimona

 

         os terpenos são sintetizados a partir de unidades de isopreno

 

         2 isoprenos = 1 monoterpeno – essenciais – geraniol, mentol, limoeiro

         4 isoprenos = 1 diterpeno

         6 isoprenos = 1 triterpeno

 

2)    ESTERÓIS – são derivados do peridrociclo pentano fenantreno

3 anéis de ciclohexano + anel ciclopentano

Alguns esteróis são chamados hormônios – estrógeno, progesterona, corticosterona

Alguns são vitaminas – Ex.: D2

Alguns são proteínas de membranas

Ex.: colesterol

 

LIPOPROTEÍNAS – proteínas transportadoras de lipídeos

                            (lipoproteínas plasmáticas)

         contém de 50 a 90% de lipídeos

         são solúveis H2O (plasma)

Classes              São classificadas de acordo com sua densidade         quanto maior o teor de lipídeos menor densidade

         - quilomicrons          gotículas de triglicérides envolvidos por camada fina de lipídeos

 

ATEROSCLEROSE          combinação nível alto de LPDMD

Lipoproteína de densidade muito baixa com nível baixo de   lipoproteína de alta densidade – HDL

 

PLASMA          triglicerídeos        da absorção intestinal = quilomicrons

(LP)                 triglicerídeos        fígado = LBD (LDL)

                        gordura tradual         ácidos graxos livres + albumina = AGL

 

Membranas celulares – PROTEÍNA

                                         LIPÍDEO



EXEMPLOS DE TEORES MEDIOS DE LIPIDEOS EM CARNES VERMELHAS

Corte

Proteínas (g)

Gordura (g)

Colesterol (mg)

Calorias

Coxão Duro

31.65

9.43

96.15

220

Fraldinha

27.13

10.11

67.07

207

Coxão Mole

33.76

9.58

97.38

230

Patinho

28.73

6.92

81.08

185

Vitela

20.60

1.43

70

95

Lagarto

29.03

5.72

69.07

175

Contrafilé

24.99

21.19

82.95

297

Alcatra miolo

30.38

8.01

88.95

201

Maminha

30.79

17.39

96.82

288

Picanha

28.90

15.10

95.99

258

Cupim

18.5

19.50

289

250